segunda-feira, julho 31, 2006

Mirton Chuvas puxa saco do anão

No domingão a noite vi uns trechos da entrevista da Sua Excelência o Novo Técnico da Seleção à Sua Excelência o Jornalista Garoto Propaganda. Eu gostaria de ser submetido a um inquirimento daquela natureza. Perguntas abertas sem contraperguntas questionadoras que obriguem o entrevistado a tomar uma posição clara em assuntos difíceis foi a melhor parte do espetáculo. Algo deste tipo:

-- Você aprontou, Dunguinha?

-- Não, Tio Mirto!

-- Ah, bom! Porque andam a falar por ai que você fez e falou coisas erradas.

-- Digo com todas a letras que não aprontei e não aprontarei.

-- Tão vendo, queridos telespectadores passivos! Está provado por A + B que o anão nunca aprontou e tampouco irá aprontar.

Muita gente pode achar que o Mirton chuvas merecesse o Quiquito, eu não acho. É só uma cara que tenta agradar que pode lhe dar oportunidades.

Perguntar algo como se esse papo de só convocar jogadores que jogam no Brasil é um papo sério ou perto da próxima Copa convocaria os medalhões europeus não é com jornalista fenômeno meterológico. Pensei em algo como fizeram com o Serra: se fala e tem palavra, assuma o compromisso perante o público! O Brasil não é só o Brasil na política, na distribuição de renda ou na qualidade dos serviços públicos.

Abraços,