segunda-feira, março 04, 2013

As coisas se normalizam na Bota

Não é segredo para ninguém que, na Itália, as cartas são dadas por um trio: Juventus, Milan e Internazionale.
Os momentos de supremacia se alternam e, entre um escândalo da arbitragem e outro, pouca coisa muda por lá.
Os últimos campeões estranhos ao trio foram os dois representantes da capital: Lazio e Roma. Mas isso foi nas temporadas 99-00 e 00-01.
A Lega Calcio é bem prevísivel. Neste ano, contudo, as coisas pareciam tomar rumos diferentes. Boas campanhas de Lazio e Napoli levavam a crer que haveria outros tons de azul no topo.
Mas o último final de semana matou o que restava de expectativa. No sábado, o Milan goleou a Lazio, e, assim, fortalece seu caminho de restruturação, depois de um vexaminoso primeiro turno. Pazzini, El Sharawi, Boateng e Balottelli - estes são os nomes do novo ataque rossonero, o ataque da retomada.
Antes disso, na sexta, a Velha Senhora segurou os ímpetos napolitanos e, com um empate no San Paolo, garantiu a cômoda vantagem de seis pontos.
A conta parecia liquidada: Juventus campeã, Napoli vice.
Nessa toada, o Gazzetta dello Sport propôs a enquete: Quem ficará com o terceiro posto e garantirá vaga para a Champions? E elenca os concorrentes: Milan, Lazio, Inter, Fiorentina e Roma?
Mas lá, como aqui, os menores perdem a força na reta final. Faltando onze rodadas para o desfecho do campeonato, não será surpresa se os três primeiros forem - adivinhem - Juventus e a dupla de Milão.
A Inter, com a vitória sobre o Catania no domingo, atingiu a mesma pontuação da Lazio (47) e está a seis do vice-líder Napoli.
A vice-liderança, aliás, é o novo objetivo do Milan em sua campanha de recuperação. É isto, por exemplo, que noticia a mesma Gazzetta dello Sport.
Será que o Napoli consegue se manter entre os três primeiros?

Um comentário:

Sidarta disse...

A crise na economia e na política na Bota é o normal maior daquela terra