quinta-feira, agosto 31, 2006

Vascão, Timão e Framengo são o opróbrio* de nosso povo

A administração do poder futebolístico brasileiro judia dos nossos brasileiros mais simplórios de uma forma muito triste.

Como já disse em outro escrito (que estou com preguiça de fazer o "link"), nem o São Paulo Futebol Clube, que a imprensa gosta de puxar o saco, é de história irretocável. O Morumbi financiado com verbas do Laudo é um fato incontornável.

Assim, seleto e querido grupo de amigos leitores, penso que as ações do Duabli, o Eurico e do Presidente da vez do Clube de Regatas Flamengo não são diversas das dos políticos brasileiros, mas são mais nefastas aos corações das grandes massas de torcedores desses três times que se espalham pelo Brasil.

O Cara que não tem uns dentes, sem escola, sem uma renda digna, é uma pessoa que só pode definir a sua personalidade como torcedor de um time vencedor. Não resta nada de bom a que esse sujeito possa se agarrar para se olhar no espelho ou entrar num bar com um mínimo de amor próprio. Na juventude ele pode até ter se relacionado com uma cabrocha sedutora, mas nem isso o tempo perdoa. Ou seja, só resta o time mesmo.

Eu acho bem provável que essa vitória do Sport Club Corinthians Paulista não seja um fogo de palha e que a zona de rebaixamento não terá o Timão por muito tempo, mas o estrago, vejo, à subjetividade de um corinthiano já está feito. A frustração é fruto das promessas feitas pela MSI. O sonho da Libertadores e de mais um Mundial foi por água abaixo. O tombo foi grande e levará um tempinho para ser curado.

O Vasco está a frenquentar as primeiras colocações por esses dias; contudo, isso é fogo de palha. Quando o Cruzeiro e o Inter se recuperarem, o Vasco será despachado para o rebolo, lugar que seu time pertence. Não era o Renato Gaúcho que seria demitido a qualquer momento a uns tempos atrás?

Bem, o Flamengo ocupa o lugar que lhe é devido na tabela do campeonato nacional. Deus tem sua onipotência inquestionável e não nos é dado o direito de questionar as escolhas divinas, mas não há como não louvar a decisão do todo poderoso de tirar a muita sorte que levou o Flamengo à Libertadores do ano que vem. Deus seja louvado, porque ele acertou dessa vez, eu acho.

Sei que tem "fontes" que indicam que o Palmeiras e o São Paulo têm torcidas maiores que a do Vasco quando se tem todo o Brasil como espaço de medição. Mas eu só me interessei pelos efeitos psicológicos que as dragas dos Times de Massa dos anos 70 e 80 causaram nos homens com quarenta anos ou mais. A minha geração ainda pode ir atrás de outras diversões.

* Obróbrio (do Lat. opprobriu)s. m., a maior desonra; ignomínia profunda; afronta infamante; extrema abjecção. Fonte único dicionário em linha gratuito da língua portuguesa, só que é português



Abraços,