quarta-feira, março 14, 2007

Duas notícias jurídico-esportivas auspiciosas

Nas notícias publicadas ontem pelo portal do Estadão, duas acharam a atenção do meu lado operador do direito:

Justiça ordena Vasco a indenizar torcedor em R$ 15 mil

Clube ainda terá que pagar pensão vitalícia de 10% do salário bruto do fã. O incidente aconteceu em 2002, em partida com a Lusa, pelo Brasileirão

RIO - O Vasco foi condenado a pagar R$ 15 mil de indenização por danos morais ao torcedor Marco Antonio Pinto, pisoteado e arremessado contra a grade de proteção da arquibancada de São Januário durante o jogo contra a Portuguesa, em setembro de 2002, pelo Campeonato Brasileiro.


Zagueiro é condenado a 2 anos de prisão por agressão


Darzoni, então jogador do Caxias, deu um soco no atacante Régis, em 1999

Elder Ogliari

PORTO ALEGRE - O jogador de futebol Darzoni da Silva Pillar foi condenado a cumprir dois anos e dois meses de prisão - mas conseguiu o regime aberto - por ter agredido o zagueiro Régis Thadeu da Rosa Júnior, em 1999, no jogo entre Santo Ângelo e Caxias.



É, leitores do Na Cal, a Democracia, o Estado de Direito, não é uma realidade que surge logo em seguida à queda de um governo autoritário. Muito pelo contrário, o filme Gangs de Nova Iorque mostra ao Mundo que na Nova Roma também houve um pouco do que há por aqui.

Podem pensar que eu sou um tolo. Não tem problemas, aceito o título. Contudo, não vejo opção. Se fosse um cético, não veria muita razão em continuar por aqui. Afinal, por melhor sejam as feijucas, os sambinhas, as partidas de futebol e as caipirinhas, não adianta muito ficar onde não há saída, não há futuro.

Abraçoes,