terça-feira, setembro 25, 2007

“Nosotras sí que somos fantásticas”

Certas coisas são óbvias, mas não tem como não documentá-las.

Acabei de me deparar com um destes fatos:

Clique aqui para ver em tamanho maior.

Que beleza! Hehehe...



Vi esta notícia no comunidade Futebol Alternativo e em uma série de outros sítios desportivos.

Mas, originalmente, a foto faz parte de uma entrevista que as jogadoras deram à revista espanhola Interviu. Vale a pena dar uma lida! Aqui vai o lide:

Son camareras, recepcionistas, jardineras, maestras, ingenieras, empresarias, estudiantes o están en el paro, pero su pasión es el fútbol. Y pese a que sólo cobran 150 euros al mes y juegan en el equipo más humilde, son las líderes de la Superliga. Las jugadoras del madrileño Torrejón son diferentes.


O sítio do AD Torrejón CF cede várias jogadoras à seleção espanhola.

Também não dá pra deixar de notar que as jogadoras espanholas estão dentro da tradição que Sandro Botticelli imortalizou, com o seu quadro O Nascimento de Vênus, a posição da barreira no futebol feminino. Pelo jeito, a força de um clássico é incontornável.

Abraços,