sábado, setembro 15, 2007

Querido Papai Noel

De: Rafael Mendonça
Para: Papai Noel


Não sou nenhuma criança e tão pouco estamos no mês de dezembro. Mas achei que você deveria saber o que anda acontecendo aqui no Brasil. Sei que você tem que estar em todo lugar e deve estar muito ocupado com a produção dos brinquedos, mas não sei mais a quem recorrer e acho que sua bondade e sua mística podem me ajudar em um momento desses.

É incrível, mas tudo o que eu aprendi quando criança está indo por água abaixo. Sempre fui um bom menino, pregava a honestidade, dava valor à amizade, essas coisas básicas para se merecer um presente no final do ano. Presente que sempre vinha em forma material.

Aos poucos fui crescendo, um processo natural da vida, mas para quê? Comecei a enxergar um planeta sujo, corrupto, e desonesto. Guerras pelo mundo inteiro, brigas pelo poder, pessoas fazendo de tudo por dinheiro, bons tempos aqueles em que apenas um carrinho puxado por um barbante me fazia feliz.


Com o tempo fui criando paixões, ídolos. Sorte a minha nascer no Brasil, ter um Senna e um Guga para alegrar minhas manhãs de domingo, sofrer durante anos com o Santos para ser recompensado de forma tão prazerosa. Agradeço muito o fato de ser apaixonado por esporte e viver emoções tão intensas.

Mas venho escrever essa carta, não sei se você conseguiu acompanhar, mas a situação por aqui está caótica. Crimes de todas as formas não param de acontecer; policiais sendo mortos, situação lastimável nos aeroportos, criminosos soltos pela rua, e pior do que isso, as próprias pessoas que a gente colocou no poder não vem fazendo o seu papel, por sinal roubam dinheiro do próprio povo.

Essa semana foi muito sofrida. Foi um tapa na cara de todos nós. Quanta coisa que a gente descobre e nada é feito. Quem está no poder parece que vai continuar por lá mesmo roubando.

Com a situação política do jeito que está, a válvula de escape acaba sendo o futebol e a paixão que temos por nossos clubes. Mas não é que a situação também beira o caos. Temos o Corinthians, um dos clubes de maior torcida do Brasil em uma situação lamentável. Parece que o torcedor nasceu para sofrer. Quantas pessoas que gastam o pouco do seu salário para assistir a um jogo de futebol e acabam sendo enganados por esses escroques que estão no poder. Um bolo de dinheiro é roubado. Uma parceria que era para elevar o clube na condição de potência internacional, está o deixando na beira da falência. O pior, já foram provados os culpados e eles continuam soltos e cheios da grana. O torcedor corintiano não merece esse sofrimento. E nós, como brasileiros temos que apóia-los nessa hora. A situação não está fácil para ninguém e não podemos estimular criminosos.

Quando criança, aprendi a não desejar o mal aos outros, por mais que se tratasse de um inimigo. O Corinthians já me fez chorar muito, mas agora estamos de mãos dadas na luta por um futuro melhor para os clubes e se der, para o país inteiro.

Não vou escrever a carta pedindo a prisão desse, ou daquele. Sei que você tem muitas coisas para resolver. Só peço que dê um pouco de coragem para aqueles que estão no poder, que esses venham a público se retratar, assumir seus erros e passar o bastão para alguém que tenha um mínimo de dignidade.

Sei que a situação não se resolve assim do dia para a noite, mas não custa nada acreditar em Papai Noel, um pouco de fantasia não faz mal a ninguém e como brasileiro, não vou desistir assim tão fácil de tentar melhorar o país.