sexta-feira, dezembro 07, 2007

Ipatinga

Depois da insensatez da postagem anterior (pois tanto a piada como a resposta são grosseiras e inadequadas ao padrão do blogue. Onde anda o editor?), são cabíveis elogios ao futebol mineiro.
Além da classificação celeste para a Libertadores e da ótima recuperação do Galo, o Ipatinga se insinua na principal divisão do Brasileiro.
Com isso, Minas só não terá mais times na série A do que São Paulo e Rio.
O trabalho do Ipatingaço fez com que em prazo muito curto o time ascendesse a uma posição que o esmeraldino América teima em deixar escapar: a de terceira força mineira.
Clubes fortes se fazem com rivais fortes. A presença de um novo candidato, ainda que muito ligado à Raposa, faz com que os clubes tradicionais se empenhem para conseguir melhores resultados.
Que a lição de Minas sirva para outros estados. Pernambuco, por exemplo, perdeu força com a queda do Santa Cruz para a série C.
Mais grave, contudo, é o caso do Rio: desde que o encarnado América foi alijado pelos poderosos em 1987 (com o famigerado episódio da Copa União), o futebol fluminense tem cada vez mais sido dos quatro grandes cariocas.
Enquanto isso, outros estados têm conquistado seu espaço e, em breve, estarão aí para disputar maior participação na série A: Goiás e Santa Catarina, entre eles.