quarta-feira, agosto 06, 2008

O jogador é um trabalhador


A notícia:
Clubes liberam Diego e Rafinha, mas querem seguro da CBF
(...)Os dois clubes (Werder Bremen e Schalke 04) emitiram nesta quarta um comunicado comum, após o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, em francês) decidir a favor da reivindicação apresentada por eles contra o pronunciamento da Fifa que os obrigava a ceder os jogadores, por serem menores de 23 anos.(...) (Estadão.com.br)

É uma mais uma decisão na trilha do Caso Bosman. A linha é o reconhecimento que quem jogada bola e quem contrata jogadores tem de ter o mesmo tratamento que qualquer outro empregado ou empregador. Aqui no Brasil não se está muito acostumado com conceitos republicanos que dão os mesmos direitos e deveres a qualquer pessoa.

Na imprensa esportiva há vozes, imprecionantemente, que conseguem criticar o conceito de igualdade.

O caminho mais comum na defesa dos interesses futebolísticos não-republicanos é o papinho furado que mistura a emoção dos torcedores com os lucros da FIFA e das Federações nacionais as custas dos Clubes.

É sempre a mesma história que um jogador não pode se vender, tem de jogar no clube que o revelou ou na seleção de seu País por amor. Dos jogadores é exigido uma espécie de amor platônico. Pois, não me consta que a CBF se sacrifique para garantir uma aposentadoria dos jogadores que vestiram a amarelinha. O Garrincha é nosso grande exemplo.

Mas mais paradoxal para mim é que essas histórias de amor à camisa venha de jornalistas. Não se sabe de nenhum deles que trabalhem nos grandes órgãos privados de comunicação que não receba um ótimo salário.

A imprensa é chamada de 4º Poder, muito mais importante que o Futebol. Por um acaso, se se exige dos jogadores, o que se deveria fazer com os jornalistas não têm amor à pátria em função de algum parâmetro autoritário?

Eles pregam a liberdade para eles e não para os boleiros.

Se um cara gostar do time que joga, melhor ainda. Mas é um opção pessoal sempre.

Abraços,

3 comentários:

Anônimo disse...

Náo concordo. Jogador de futebol è um privilegiado,e náo tem cabimento exigirem coisas como adicional noturno ou horas extras.
Com raras excecóes sáo uns cabecas de ostras, que esquecem o que os clubes gastaram em sua formacao , sáoexplorados por falsos empresarios e por qualquer trocado aceitam ir jogar em paises de futebol mediocre e com isso acabam prejudicando as suas proprias carreiras.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,