sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Empate com sabor de vitória

Na quarta a noite, o empate do São Paulo na Libertadores veio nos últimos minutos.
 
Um amigo corinthiano com quem acabei de almoçar me perguntou se o empate tinha gosto de derrota.
 
Respondi que não. Muito pelo contrário, para mim, ficou o de vitória.
 
A beleza do futebol está justamente nisso. O melhor pode não ganhar todas. Tem aquele dia em que a bruxa está solta e os passes, os chutes, tudo está um pouco fora do ponto.
 
Mesmo no gol do Borges, o Dagoberto cruzou a bola atrás da linha dos atacantes. Foi com um pouco de mágica que o centroavante marcou aquele gol.
 
Abraços,