terça-feira, dezembro 15, 2009

O que é ser campeão

Há mais de uma semana estou devendo um post aqui no "Na Cal". Não vou dizer que andei ocupado demais comemorando, até porque isso aqui também é uma forma de comemorar. Eu vou explicar o que é passar dezessete anos esperando.

O Flamengo é um time que vive em crise. Um clube, na verdade, que não sai de um buraco cavado por seu próprio sistema de administração. E, como sabemos, campeonatos por pontos corridos são decididos pela regularidade e, para isso, é necessária uma grande estrutura e uma boa administração. Certo?

Parece que não. Mas desde o início desse sistema, eu havia me conformado com nunca mais ver meu time ganhar um campeonato brasileiro, tão desorganizado e desestruturado que é, sequer pagando os salários dos funcionários em dia. Mas descobri que não se ganha um campeonato só com organização. Ganha-se com paixão também.

A base do time: Andrade, Bruno, Pet e Adriano. O primeiro aproveitou a oportunidade. O segundo quer morrer jogando pelo clube. Os outros dois só estão lá por opção, pois Pet poderia estar descansando em alguma praia e Adriano fazendo rios de dinheiro na Europa. Mas eles amam o Flamengo, assim como nós, que enchemos o Maracanã com mais de cem mil pessoas, número que jamais será reconhecido, pois a invasão das cadeiras ao meu lado não foi computada.

No domingo retrasado não havia um pedaço de concreto visível no Maraca. Só gente. As cadeiras viraram plataformas onde as pessoas se esticavam, de pé, numa ânsia para entrar em campo com os jogadores. Enquanto isso, os jogadores do Grêmio pareciam vestidos de vermelho e os do Flamengo, amarelados de medo, não conseguiam jogar.

Mas heróis são pessoas improváveis no momento certo. Não sei o que senti quando o jogo acabou. Não sei até agora. Não sabia que ainda veria isso acontecer. Só sei que o torcedor do Flamengo não é um torcedor qualquer.

Era pra esse post fazer mais sentido, mas quando lembro do Maracanã repleto, quatro horas de espera para o jogo começar e o Héber apitando e pedindo a bola, não consigo conectar as palavras direito. Sem imagem hoje.