segunda-feira, outubro 09, 2006

Quinta eu serei Treze no Palestra

Não vou para o interior neste próximo feriado, ficarei em São Paulo estudando; mas, além de dar umas voltas com a namorada, irei ao Estádio Palestra Itália ver o jogo do Grêmio Recreativo Barueri contra o Treze Futebol Clube.

Nas C.N.T.P., eu até poderia ficar neutro ou torcer contra o time da longínqua Campina Grande; mas neste jogo não há como duvidar. O Barueri não tem legitimidade para ocupar a vaga que era do Rio Claro Futebol Clube. Eu sei que a culpa não é da reles equipe da beirada da Grande São Paulo, foi o Azulão que não obteve recursos suficientes para enfrentar a Série C do Campeonato Brasileiro; assim, não há como não torcer para o Galo da Borborema, o Treze. Estão no lugar errado! Vejo uma usurpação ou, pelo menos, um olho gordo do Grêmio Recreativo Barueri.

Já estou até a treinar o hino:

Somos campeões
Da Paraíba somos o melhor
Somos campeões
Treze querido tu és o maior.

Sua torcida é uma legião
E a cada dia sempre cresce mais
Somos campeões dos campeões
Dos campeonatos paraibanos e regionais.

Treze, Treze
Tu és a alegria do povo
Treze, Treze
Tu és campeão de novo.

És alvinegro o "Galo da Borborema"
De tantas glórias e tradições
Treze, Treze
Sou trezeano de coração.

Já conversei com a moça que faz faxina aqui em casa e com alguns empregados do Prédio, todos paraibanos, para aprender um pouco mais sobre o Grande Campeão Paraibano de 2006.

Aliás, já que o Ronaldinho Gaúcho está no banco, por que não Paulinho Macaíba do Treze lá no ataque verde-amarelo, também? O Galo do NE tá em 1º na sua chave, acabou de meter 4 a 0 no Ipatinga.

Só acho que é uma pena que não tenho contato com nenhum cidadão de Barueri para dar aquele tapinha nas suas costas após o massacre trezeano. Alguém de Barueri lê este blog?

Abraços,