sábado, janeiro 06, 2007

Um dos futebóis que vejo


Poderia lançar a minha seleção de todos os tempos do São Paulo, mas não tenho a cultura futebolística do Márcio. A dele é boa para mim. Não lembro de muitas equipes e jogos que asssisti. Esqueço com certa facilidade as datas e os nomes.

Retenho na minha memória os acontecimentos mais emocionantes de maneira livre. Afinal, se precisar saber de alguma data, é só procurar em algum sítio buscador na rede mundial de computadores.

Por exemplo, quando tinha uns 15 anos, fui assistir a um jogo do arqui-rival do Rio Claro F.C. com meus amigos velistas (torcedores do quase extinto rioclarense Velo Futebol Clube). Nem sei quem ganhou. Mas lembro que pensei no meu recém falecido Avó rioclarista (torcedor do Rio Claro Futebol Clube), vi uns caras assistindo o jogo de cima de algumas árvores para não pagarem ingresso e de uma bola na trave. Desconfio que tenha sido 0 a 0. Quem foram os caras que teriam ido comigo é outra incógnita.

Assim, erros e imprecisões são comuns nos meus escritos. Relevem. Pois não é tudo que me marca. São os momentos inusitados, as grandes alegrias e tristezas que eu guardo. É algo do gênero "emoções eu vivi (e vivo)" no futebol.

Abraços,