quarta-feira, agosto 01, 2007

Na Cal muito além frente do Lance

Você, leitor eventual do Na Cal, pode não ter lido o que escrevi na última segundona. Por favor, dê uma olhadinha na minha 1a linha:

Iria, hoje, escrever sobre o inexistente ataque do São Paulo. Mas, ao procurar por vídeos com os gols da última vitória tricolor, deparei-me com este vídeo (...)

Ontem, andando pela Avenida Paulista, vejo a Capa do Lance com a seguinte manchete:

Almocei com o Márcio, outro que escreve aqui as vezes, um leitor rotineiro do diário desportivo. Ele me disse que a super receita que o Lance indica ao São Paulo Futebol Clube é: melhorar o ataque. O noticioso trouxe várias informações, dados, opiniões e tals, mas a essência era um óbvio -- marcar gols, muito mais gols.

Tudo bem que, após o final do Pan, no meio da semana, falta assunto para quem cobre o desporto pátrio. Mas ficar a falar o patente é, simplesmente, prestar-se à troça.

Já que o Lance também acha que o ataque tricolor é um problema sério a ser enfrentado se se deseja o Penta, aqui vai, em primeira mão, mais uma vez, a solução definitiva:


Não há como chegar a outra explicação, quando se escuta o povo do São Paulo a falar sobre os gols não marcados. É encosto puro isso.

Como sei que você pode não ter percebido o quanto é diferenciado o profissional em destaque, neste outro furo jornalístico, dê uma atenta olhada nos dizeres em destaque:

Assim, fica a dica a quem mais possa interessar também. Penso que o Catanduva e o Agüinha poderiam, quem sabe, se valerem desta força extra-campo legítima. Eu mesmo, se continuar a perder as partidas que disputarei nas próximas terças (leio o escrito anterior), penso em dar uma passada lá para ver se rola uma força para sair da má fase. Qualquer coisa, é só pedir que informo o telefone e endereço. Creio que, ainda, não estão na rede mundial de computadores.

Abraços,