segunda-feira, janeiro 07, 2008

Ninho no meio da fumaça

Hoje eu li no blogue Diplomatizzando... (incluído nos links) uma carta de um alto diplomata brasileiro espinafrando a gestão atual do Itamaraty. Já que estava de toada internacional, fui ver o que havia de interessante na seção World do NYTImes e a matéria Beijing’s Olympic Quest: Turn Smoggy Sky Blue me fisgou. Olhe a foto:
(foto do China Digital Times)

O Estádio Olímpico Ninho de Pássaro está num contexto ambiental bem diverso que é divulgado por ai:
No meu parco inglês, diria pretty creepy. Mas se você não tem medo dessa língua:
By JIM YARDLEY
Published: December 29, 2007

BEIJING — Every day, monitoring stations across the city measure air pollution to determine if the skies above this national capital can officially be designated blue. It is not an act of whimsy: with Beijing preparing to play host to the 2008 Olympic Games, the official Blue Sky ratings are the city’s own measuring stick for how well it is cleaning up its polluted air...
(na íntegra aqui)

Assim como na foto oficial, os poderosos da China consideram que aquele céu cinza é azul. É uma photoshopada na meteorologia.

Se você conseguiu chegar até aqui e ainda tem esperanças de ler algo sobre futebol, agora vem o que quer.

O Lula não conseguiu que nunca antes neste País uma seleção campeã de Copa fosse ao Planalto receber os seus cumprimentos. Mas ficaria feliz se uma equipe que ganhasse uma medalha ouro nunca antes neste País conquistada pelo futebol olímplico fosse lá dar-lhe um abraço na frente das câmaras.

Como o Brasil tem grande reservas de minério de ferro e outros recursos primários que interessam à China e o político latino-americano adora uma foto, aparecer pras visitas pra uns amigos, não seria um absurdo se rolasse um acordo que facilite a vida do futebol olímpico brasileiro jogado à sombra da Grande Muralha.

O Lula, no lance da Petrobrás na Bolívia (Blog Vida Global), já mostrou ele não fica puto quando alguns vários milhões vão embora se ele conseguir sair da história como grande líder regional ou mundial, sempre aparecendo pras visitas. Aquele assento no Conselho de Segurança deve causar ciúmes na Dona Marisa.

Por outro lado, não creio que a CBF se oporia a uma tratativa nesses termos. Só de sacanagem, procurei no Google o termo código de ética da confederação brasileira de futebol e, adivinhe, não achei nada. Não se pode chamar os nossos cartolas de incoerentes.

Se acha que é muita viagem, é bom lembrar-se de um joguinho entre Coréia e Espanha na Copa de 2002 em que o juizão anulou dois gols espanhóis e o País Sede ganhou nas penalidades máximas. Um blogueiro espanhol classificou tal jogo como El robo de Korea 2002. Se rola dopping pra cacete no atletismo e na natação, porque tudo haveria de ser conforme as regras no futebol olímpico?

Abraços,