sexta-feira, janeiro 25, 2008

Figueira ganha em joguinho xoxinho

Quase não rola a cobertura da final conforme tinha sido estabelecido ontem. Na véspera do feriado municipal, fui tomar uma cervejinha, que puxou outra e mais outra. O resultado foi que o relógio despertou às 9 da manhã e continuei na cama. Às 9 horas e 52 minutos, o Bigode me liga perguntando se ainda iria ao jogo. Não estava animado, mas o dever falou mais alto. A sorte é que o Comendador Souza fica perto de onde moro e onde o Bigode estava.


Não sei se foi a minha ressaquinha, mas achei o jogo bem ruinzinho. Teve hora que deu até pra observar as evoluções aéreas em conjunto destas três aves ai da foto, que tavam bem mais interessante que dentro de campo.

Talvez a garotada estivesse sentindo demais o peso da decisão, a notoriedade da circunstância. Mas a conjunção do futebolzinho feio jogado à vitória de um time do Sul me fez lembrar do Coritiba Campeão Brasileiro de 85. Tomara que o Figueira não siga os passos do Coxa e não faça do Título de hoje uma exceção.


Quanto à peleja propriamente dita, chegamos lá com os 15 do 1o tempo já passados. O placar marcava 0 a 0, mas a Torcida Malucos do Tigrão, a organizada do Rio Branco, não parava de cantar vamô virá e ô, vamô virá e ô. Só que o nada da equipe paulista atacar. Muito pelo contrário, os caipiras tomaram calor durante todo a primeira etapa.


Então, o placar é alterado lá pelos 30 do 1o tempo sem que as redes se balançassem. Eu e Bigode até brincamos que poderia ser uma pontuação dada ao Figueirense como prêmio pela maior disposição em atacar. Algo do gênero daqueles pontos da F1 por pole ou volta mais rápida. O cara responsável pelo placar tinha se esquecido de alterá-lo, pequeno detalhe.

Como não pagamos nada para entrar, nem dá pra reclamar muito também.


Final da Copinha de 95 é de triste lembrança (no Onde a Coruja Dorme há um triste inventário de Casos de morte por causa da violência no futebol). Muitos falaram que o jogos de graça propiciariam isso. Mas hoje rolou tudo tranqüilo. Os PMs tiveram até disposição para enquadrar os vendedores de amendoins alternativos. Meu estômago ainda não estava pronto, mas quase comprei um pouco de viagra natural.

A lei em ação foi lá pros 40 do 1o tempo e, dentro das quatro linhas, tudo na mesma -- Figueira no ataque e Tigrão na defesa. É claro que teve um ou outra bola mais perigosa dos garotos do Rio Branco. Mas não foi nada de mais não. O goleiro do Figueira não conseguiu fazer as belas defesas que fez na Semi desta vez.



Ainda no capítulo das curiosidades futebolísticas que rolam longe da bola, vi um fotógrafo com uma câmara daquelas com lentes telescópicas e um laptop ir pra perto do alambrado. O cara começou a usar o seu pc em cima da entrada do vestiário dos árbitros mesmo. Bigode me explicou que ele deveria estar a mandar as fotos do 1o tempo para o seu patrão. Nem assisto a esta edição do BBB, mas o Grande Irmão totalitário do Orwell pode pintar a qualquer momento, condições materiais já tem pelo menos. O policial se ligou que tirei uma foto dele.


No segundo tempo, o pessoal do Rio Branco acordou e atacou o tempo todo. Não foi uma super pressão, mas teve até bola na trave.

Contudo, num contra-ataque, o Figueirense fez o segundo e acabou com a história. Os do Rio Branco não desanimaram da correria, mas dava pra ver que estavam sem cabeça. Não conseguiam dominar taticamente o adversário. Neste tento, o cara do placar tava esperto, mudou a placa na hora exata. Se bem que mandaram o cara ficar vendo o jogo lá de cima, não tinha como errar dessa vez.

No 2 a 0, o Alysson, o goleirão do Tigre tomou um franguinho. Mas o cara se recuperou ao defender uma penalidade máxima no último minuto! As grandes que se cuidem, mais uma gravação do Na Cal pra você:

(caso o vídeo não funcione, clique aqui)

Após a defesa, o juizão apitou o término da partida e o pessoal do Figueirense foi pro abraço:

(caso o vídeo não funcione, clique aqui)


Ao deixar o estádio, recebo esta propaganda:


São grandes a chances de um ou dois sidartinhas crescerem por aqui e quem sabe eles não garantem uma velhice confortável para mim. Numas até paro de criticar e só elogiarei, se pagarem bem pra eles.

Abraços,

5 comentários:

Felipe Silva disse...

Beleza, Sidartha, podemos trocar links sim. Abraço.

Felipe
http://ondeacorujadorme.blogspot.com

Ruben Fontes Neto disse...

Jogo xoxo mesmo, mas também a FPF tá de sacanagem.
A molecada joga um dia sim um dia não. Chega quebrada no jogo final. E aí no jogo que é decisão, o jogo mais esperado colocam eles pra jogar num gramado de varzeano!

Mas enfim, parabéns ao Figueira, e parabéns também ao RB que merecem estar na final...

Daniel F. Silva disse...

Algumas perguntinhas:

1) Por que a final foi no estádio do Nacional e não no Morumbi, como foi planejado?

2) Aquele lamentável quebra-quebra em 1995 não foi na final da Supercopa São Paulo Júnior?

3) Falando nisso, o que foi a Supercopa São Paulo Júnior de 1995? Nunca vi competição tão inútil!

Sérjão disse...

Passar a tarde com o Bigode é sempre uma experiência surreal. Pra quem não sabe, Sidarta é primo do "Leão" inglês: o mito da F1, Nigel Mansel.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,