quarta-feira, abril 02, 2008

Não vá ao Espetão Grill!

Caro leitor do Na Cal,

Caso a Senhora ou o Senhor goste de tomar uma ou umas cervejinhas com os amigos, contar umas piadas e, por que não, assistir a um joguinho de futebol, o Na Cal não recomenda o Espetão Grill, pertinho da Av. Paulista, aqui em São Paulo.



Este blogue estava em peso lá. Eu, Serjão e Milton e mais três amigos gastamos cento e poucos reais e, ao final, quando já tomávamos os respectivos caminhos da roça, veio, naturalmente, aquele pedido por uma saideirinha.

O simpático garçon, meio envergonhadamente, nos disse que não há saideira naquele estabelecimento. Colocamos que tínhamos gastado um uma quantia razoável. Ele nos respondeu que não podia fazer nada, a chefia não autorizava. Perguntamos também para o caixa, outro funcionário que nada pode fazer.

Na mesa ao lado, estava sentado um Eurico Miranda do bem que resolveu pagar a nossa saideira. O cara é realmente bem parecido com o cartola do Vasco, ficou a dúvida se era um sósia ou era o cara realmente em um primeiro momento. Aceitamos, claro, as saideras vascaínas. Não seria educado recusá-las.

Ao final, após pagar, vejo um dos donos do bar sentado no fundo do estabelecimento. Fui ter com o senhor e ele veio com o mesmo papo furado que a casa não fazia isso, que ele não poderia fazer nada.

Após ele ter firmado sua posição, falei que a lei da oferta e da demanda iria funcionar. Vou àquele lugar a uns 3 anos e não irei mais. Não vale a pena pagar R$ 4,25 por uma Skol e receber um tratamento daquele.

Se você estiver com vontade de tomar uma, o Na Cal sugere o bar ao lado:

Aliás, o povo foi lá assistir à vitória do time do Zico sobre o time do milhonário Abramovich. O comentário, para zoar um pouco Serjão e Milton, era que o Chelsea era como o Corinthians, só ganham Campeonato Inglês e Paulista; título internacional, nécas.

Abraços,

4 comentários:

Anônimo disse...

É impressionante a falta de educação do povo brasileiro, entra num estabelecimento, se utiliza da casa pra assistir jogos, ouvir musica, para descontrair com os amigos e no final, após pagar a conta, o que é justo, ainda quer beber mais e de graça? Tenta ir no McDonalds e gastar R$ 100,00, o que não é dificil, e pede uma cortesia pra ver se você consegue?, Tenta ir numa churrascaria com seus amigos gastando mais de R$ 100,00 e veja se consegue um rodizio de graça?
Em que mundo vocês vivem? Um estabelecimento, qualquer um , é feito para dar lucro ao dono e não ficar dando nada de graça a qualquer um. Se você sempre foi ao local é por que gostava, o serviço era bom, os produtos eram aceitaveis e agora de uma hora pra outra não prestam????
Acho que vocs deveriam rever seus conceitos.^
Tenta na Argentina, na Inglaterra, nos Estados Unidos conseguir alguma coisa de graça!!!!!

Pelo amor de DEus!!!!

Sidarta disse...

Não é beber de graça.

Tem um monte de bar que faz isso -- saideira.

Aquele não faz e outros fazem.

O povo pagou, não foi nada de graça.

Bem educado é ser anônimo? Ser anônimo e ainda por cima citar Deus?

Como a argumentação é anônima e rasteira, não há muito o que falar.

Colocar que a gente poderia ter querido um "rodízio de graça" nos Pampas é coisa de quem faltou muito às aulas do ensino fundamental.

carolina disse...

Engraçado vc dizer que a pessoa faltou às aulas do ensino fundamental e escrever "querido" em vez de "quisto".... acho q tem mais gente precisando voltar pra escola...

Sidarta disse...

Carol, obrigado pela preocupação com o meu português.

Sempre é bom ir ter com a gramática e com o dicionário.

Fui lá e vi que "quisto" não está correto: http://www.priberam.pt/dlpo/Conjugar.aspx?pal=querer

Mas "querido" é apresentado como a forma correta do particípio passado.

Bem, de qualquer forma, valeu por sua boa intenção. Já tinha até me esquecido desta história.

Abraço Carol