segunda-feira, janeiro 19, 2009

O nada do futebol é tudo

Tinha ou tem aquela hora que antecedia o contato entre dois seres humanos que se flertam. É ou era um momento de muita tensão, adrenalina. Tudo esta aberto em função de nenhum dos flertantes terem só nada. Não se sabe o que ocorrerá, o amor de uma vida, o primeiro beijo, a melhor transa do ano.

Quando não se tem nada, tudo é potencialmente possível. Assim, só os limites da capacidade de imaginar de cada um é que condicionam os seus próprios sonhos e planos.

Ontem assisti a uns trechos dos programas futebolísticos de domingo a noite.

Durante a temporada é engraçado ver o talento daqueles senhores em falarem sobre o nada por algumas horas. Aquela meia-hora a discutir com caras sérias se teria ou não teria sido penalidade máxima o lance fundamental de uma partida.

Mas, no período da não-temporada, há uma falação sobre o nada elevada ao cubo ou à quarta. Nessas ocasiões em que não há futebol é muito interessante observar o talento dos apresentadores. É como fazer umas embaixadinhas sem bola.

Sei que é importante para um clube ter uma boa pré-temporada e ter boas contratações. Um campeonato, um título, pode ser decidido antes de seu começo claro.

Mas, pro meu gosto, há muitas especulações e pouco resultado prático que leve a um futebol brasileiro forte.

Crises são oportunidades para subir. Por exemplo, as obras de arte do MASP foram compradas a preço de banana na Europa do pós Segunda Guerra Mundial pelo Chatô.

Sei que não há os petro-dolares que compraram o Kaká do Milan por aqui. No entanto, por que não sonhar um pouquinho mais alto que receber jogadores em final de carreira ou durante as suas má-fases?

Abraços,
--
http://nacal.blogspot.com

Vá dar uma olhada no meu blog, abraços!

Psssst! Schon vom neuen GMX MultiMessenger gehört? Der kann`s mit allen: http://www.gmx.net/de/go/multimessenger