terça-feira, março 03, 2009

Paz no condomínio hoje

Moro na parte verde de São Paulo. Sempre que há um gol do Palmeiras os meus vizinhos nunca me deixam sem saber que as redes de seus adversários balançam.

Hoje, excepcionalmente, não houve maiores comemorações por aqui por perto. Só agora, quase meia noite, lembrei-me da partida e vi que o Colo-colo venceu e colocou o sonhado título sudamericano em sério risco.

Pelo jeito, o Lucsa não dá sorte fora dos torneios só de brasileiros. Não custa lembrar que o Felipão está a procura de um emprego.

Então, cabe prestar as honras da noite ao histórico líder indígena Colo-colo. Sempre é bom lembrar que a sociedade chilena, tal qual de outros hermanos latinos, é bem segregada entre os brancos, filhos dos espanhois dominadores, e os índios.


Não que aqui seja diferente. É só ver se a proporção de negros, mulatos, índios e mestiços dentro dos campos é a mesma nos cargos de técnicos, nas comissões técnicas ou entre os cartolas.

Imaginem quantos pelés e garrinchas da medicina os brasileiros jogam fora todo dia!? Não dá para culpar os políticos, eles não estão lá a toa. Eles não se sentem tranqüilos* para fazer o que fazem se tivessem receio de você, de mim, de todos nós.

Mas, de volta para o Palestra, um bi no paulista não seria ruim. Então, não é preciso chorar o leite derramado.

Abraços,

* Ainda a trema ainda vive!!!