quinta-feira, setembro 24, 2009

Quando o errado dá certo

O Palmeiras tem em seu elenco três atletas sobrestimados: Edmílson, Love e Marcão.
São três jogadores que, apesar da fama e do status, erram mais do que acertam. E seus erros podem colocar a perder um jogo ou um título: um passe errado, um penâlti, um gol perdido.
Mas ontem o errado deu certo.
A impossibilidade da escalação de Edmílson já garantiu um reforço ao alviverde.
Depois, Cleiton Xavier tratou de neutralizar a máscara e a ineficiência de Love. O passe de CX era capaz de redimir Bill ou Souza.
Em seguida, o paredão. Muricy aplicou sua tática do recuo, de segurar o jogo, e a única chance de não vencer era um gol contra de Marcão. Mas ele não conseguiu, mesmo rebatendo para trás.
O Palmeiras faria mais gols, se chutasse, pois o bom goleiro Fábio não estava num bom dia.
E, então, veio a chuva e facilitou a retranca.
Na briga pelo tetra, Muricy toma a frente de Internacional e São Paulo.