quinta-feira, agosto 17, 2006

O Mito São Paulo Futebol Clube

Perdi.

Os gols perdidos do Lugano, do Aloísio e outros; as falhas do Rogério Ceni e da Zaga nos gols do Inter; o silêncio apôs a derrota; o pesar dos amigos e da família. Rolou tudo isso comigo na noite de ontem, quando o São Paulo Futebol Clube perdeu o Título de Campeão da Copa Libertadores de América para o Internacional de Porto Alegre.

Apesar da dor, é mais um Vice para a Gloriosa sala de Troféus do Tricolor e melhor o Inter do que o Boca.

Mas, voltando a minha dor, estou lendo um livro sobre Mitos e logo no começo há uma passagem que tem tudo a ver com essa quinta-feira nublada e pesada. O Xamã Igjugarjuk da tribo esquimó Caribou disse que a única e verdadeira sabedoria "vive longe da espécie humana, lá fora, na grande vastidão, e só pode ser atingida através do sofrimento. Só a privação e o sofrimento abrem o entendimento para tudo o que mais se esconde".

A idéia é simples: a vida depende da morte. Para nós vivermos, tem de matar bois e pés de arroz. Por isso, na pré-história, havia desenhos de animais caçados nas cavernas. Já naquela época, percebia que a vida da humanidade depende da caça e teria que se rezar para que o animal morto retornasse. Jesus fala da morte da semente de trigo para que renasça no Evangelho de São João e o Alcorão coloca: "Você pensa que entrará no Jardim da Bem-Aventuraça sem as provações que afligiram àqueles que entraram antes de você?"

Ontem foi uma provação que só o futebol, dentre os outros esportes, pode me dar que estreitou meus laços com o Tricolor e me fez entender um pouco mais esse livro que estou lendo. Futebol é a alma da comunidade em que vivo, o Brasil. Outro dia fui a uma Colação de Grau e após o Hino Nacional um dos formandos já os gestos de aquecimento, a corridinha parado, de um jogador de futebol.

Não gostar de futebol aqui é se privar de muitas emoções. É não participar de muita coisa bonita. A beleza, para mim, não está no estilo do futebol brasileiro. Está na emoção coletiva envolvida. Na Inglaterra há a RAinha e os Heróis ingleses para competirem com o English Team, aqui é uma aridez tremenda só ocupada por Pelé e sua corte.

Como diz o outro Rei, o Roberto Carlos que não arruma a meia (será que ele usaria meias?), "o importante é que emoções eu vivi". Ver o São PAulo ser Campeão no ano passado e Vice nesse ano também me dá forças para aguentar os gracejos dos amigos.

Para provar que não sou tão inglês assim quanto esse texto possa dar a impressão: vou seguir a sugestão do Márcio e torcer para o América do México, Campeão da Concacaf, no Mundial, em Tóquio, no final do ano.

Abraços

4 comentários:

Anônimo disse...

Por que não torcer para o Inter no mundial? Ao menos vocês poderão dizer que perderam para o time campeão do mundo...

Sidarta disse...

Por que eu não posso ter raiva, inveja e ódio do Inter? Eu não sou um Holandês.

Não vou brigar com nenhum gaúcho que ande com camisa do Inter na Rua Direita (já vi alguns por esses dias), mas um pouquinho de desdêm eu posso ter deles.

Prefiro que o São Paulo tenha perdido para o Vice Campeão Mundial.

Lucas disse...

Ou para o quarto colocado no mundial...

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,