sábado, fevereiro 24, 2007

Mulheres e futebois


Cá eu estou a passar um momento contundente na minha vida pessoal. Minha namorada está a dar, e eu a ela, complicações inadvertivertidas. Fatos da vida de qualquer um que não se pode contornar e, muito menos, evitar.

Eu, num momento de pensar, fiz o parelelo entre mulheres e futebol. Se ambos agradam ao mesmo público: alguma coisa em comum hão de demonstrar. A lógica é criticada, mas ninguém conseguiu superá-la. Pelo menos, de uma forma acessível aos mortais.

De volta ao cozido de hoje, acho que o jeito que uma bola de futebol dança pelo campo tem muito a ver com o corpo e o charme feminino. A imprevisivibilidade de ambos é notável. Não dá, nunca, pra saber o que uma mulher vai falar para você ou como uma bola irá quicar. Ainda mais eu que fui acostumado ao futebol de rua. A sargeta, o buraco ou o pé torto podem colocar a bola em lugares inimagináveis.

Fico por aqui.

Abraços,