segunda-feira, fevereiro 26, 2007

O absurdo persistiu

Caros leitores, o Lucas disse que sou pé frio. Não acho que seja verdade.

Contudo, ontem, os fatos me pregaram uma peça. Nesse final de semana que acabou de passar, fui para minha cidade natal com o objetivo de assistir ao jogo do Rio Claro Futebol Clube contra o Juventus.

Depois de um bom almoço dominical, o povo desanimou. Ninguém quis ir ao Schimitão, de baixo de um sol forte, assistir à partida.

Resultado: também não fui espectar!

Para quem ainda não soube, o Azulão venceu o Moleque Travesso e saiu da zona de rebaixamento.

Ficou a frustação de não ter assistido à vitória e ir desmontando a tese do co-proprietário deste blogue. Mas eu ainda vou ver meus times serem campeões diretamente de alguma arquibancada.

Uma nota histórico-curiosa, é o nome do técnico que estreiou no time da Moóca: Artur Bernardes. O comandante juventino tem o mesmo nome do penúltimo presidente brasileiro da república velha que tomou posse do cargo. Acho que nem deve haver algum outro paralelo histórico. Fica só a curiosidade.

Abraços,