sexta-feira, junho 29, 2007

Gostei do que vi no futebol argentino


O Basile fez o certo -- os jogadores argentino jogarem o futebol argentino.

Bola tocada com precisão por um meio de campo habilidoso e atacantes matadores. Eles não são Ronaldinhos Gaúcho ou Kakás, mas, na média, têm um toque mais refinado na média. O Dunga, Mauro Silva, Mazinho nunca jogariam juntos numa seleção dos hermanos.

Na minha opinião, rola este futebol admirável, que combina organização tática e talento, na Argentina porque, entre outras coisas, lá os caras têm um nível intelectual melhor do que os daqui. Não me refiro só aos que estão nas nossas seleções ou nas deles. Todo o povo lá é mais preparado para entender temas abstratos que vão além do individual.

Percorri, também, alguns blogues platinos e achei algumas palavras interessantes:

El triunfo es valioso pero no debe enceguecer. La goleada ilusiona pero el nivel general no fue el mejor. Frente a Colombia deberá confirmarse que el equipo está para más. Las individualidades están pero lo mejor se tiene que dar en conjunto. Cuando los dirigidos por Basile lo entiendan y lo puedan plasmar en la cancha, Argentina estará para cosas serias. (TodasTusCosas)

Chique isto! O time dá um show e o cara ainda quer mais. Quem pode sonhar e não tem o Dunga vive bem melhor.

Perfeita é a frase: Con Riquelme, Verón y Messi hay garantía de buen fútbol. Publicada no blogue Todo Boca, antes do jogo.

Tomara que o Jorginho consiga mostra ao seu chefe que jogar bem é um objetivo a ser buscado na nossa seleção.

Abraços,