domingo, julho 22, 2007

Roupa suja

Já que o Pan está rolando e há uma certa dificuldade em assistir a uma partida de futebol sem ser interrompido para ouvir o hino nacional, falemos da Panacéia carioca.
Digo "panacéia" porque seus organizadores o pretendem como salvação para todos os males, e assim o vendem.
Não falarei do ufanismo mutliplicador de galvões. Pauta muito óbvia.
Falemos de vôlei.
Causou espanto a dispensa de Ricardinho. A convocação de Bruno é natural. E, se parece estranha, apenas repete um quadro que poderia ter sido evitado antes. Bernardinho deveria ter deixado a seleção no momento em que seu filho se tornou um jogador profissional. É aquela coisa da mulher de César. Mas o nepotismo grassa, e de nada adianta suspeitar agora.
Quanto a Bernardinho, duas condutas poderiam ser evitadas: ser convidado permanente do Sportv e o bico como garoto-propaganda (incluindo o testemunho "família feliz" para a Unilever).
Mas se até agora todos aceitaram como normal...
Intrigante também é o que aconteceu no Lance! após a conquista da Liga Mundial. Na manchete da segunda, estapam um "Skavurska", utilizando-se de expressão de propaganda da Net. No dia seguinte, anúncio de duas páginas da agência, que se vangloriava de transformar um slogan em expressão popular.
Algum leitor do Na Cal já tinha utilizado a dita antes?