domingo, janeiro 10, 2010

O Corinthians não deu sorte pra Medial

Acabo de tomar uma cervejinha com um corinthiano gente boa que trabalha e conhece a fundo o mercado de seguros de saúde no Brasil, e ele, sobre a Amil ter comprado a Medial, mandou a seguinte versão:

-- A Amil comprou a Medial porque ela botou muita grana no Timão e não teve o retorno esperado!

Sei que o fato já não é quente. A Medial era patrocinadora do Corinthians em 2008 e a sua compra pela Amil rolou em novembro do ano passado.

Mas veja se não é coerente essa interpretação em função dos seguintes fatos:

1) A Medial faz um dos maiores investimentos em propaganda desportiva do Mundo;

2) Práticamente, o Corinthians era o seu único canal para propagandear a sua marca ( É fofoca, mas é de boa fonte!);

3) Segundo as palavras da então própria diretora de marketing da Medial: a decisão de não renovar foi feita de acordo com a disponibilidade de investimento para o próximo ano (ou seja, ficaram duros!!!);

4) A empresa, parece-me, no desespero, tenta um último suspiro com produtos a preço abaixo do custo: Segundo o analista, a Medial praticava preços abaixo da média de mercado para alguns produtos como forma de conquistar clientes da concorrência, mas amargava prejuízo nessas operações;

5)Um ano após o término do tão festejado patrocínio milhonário, a empresa é vendida!

Os especialistas em propaganda desportiva cantaram em verso e em prosa a suposta goleada que a Medial teria feito ao pagar mais do que poderia por algo que não deu o retorno esperado.

Não creio que foi culpa do Corinthians. Acho que o pessoal da Marginal sem número fez certo. Se quiseram pagar, por que falar não?

Mas o povo da empresa vendida quis tirar mais do que poderia da marca corinthians.

Simples assim.

Ou ter uma empresa, após um plano de expansão agressivo, comprada por uma concorrente é uma meta comum no meio empresarial? Ainda mais uma empresa com ações na bolsa!

Abraços,

6 comentários:

Sujeito Oculto disse...

Se fosse o Flamengo...

O Berber disse...

Conversa de bêbado é sempre conversa de bêbado.

Em vez de pensar pelo lado da Medial, pense pelo da Amil meu caro. A empresa que mais cresceu no setor, e agora comprou uma empresa que vinha em expansão aumentando ainda mais seu portfólio.

Aliás, a compra de planos de saúde uns pelos outros é uma coisa mais do que comum no setor.

Há 5 ou 10 anos a grande empresa do mercado era a Golden Cross? Cadê ela? E o que falar de tantas outras que já existiram?

Ok, sei que a neura sãopaulina pelo Corinthians é patológica, mas chega a ser engraçado. Parece a turma de seguidores do Reinaldo Azevedo e do Diogo Mainardi em relação ao PT. Realmente divertido.

Anônimo disse...

Super coerente a análise, especialmente porque nela não existe a crise mundial de 2009, só existe o patrocínio do Corinthians "um dos maiores do mundo".

Para uma análise mais séria do que essa conversa de botequim com pompa intelectual, sugiro que sejam apresentados números. Que tal as demonstrações financeiras da Medial em 2009, 2008 e 2007 pra começar? E também da Amil, obviamente...

O resto é conversa de bêbado e bambi com dor de cotovelo.

Milton disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Milton disse...

O Corinthians era, de fato, um dos poucos (eu diria único) meio de divulgação que a Medial usou em 2008. A fonte é de um amigo que trabalhou na agência que tinha a conta da empresa em 2007.

Anônimo disse...

Milton,

Quais eram os meios de divulgação da Medial antes de 2008?

Seria interessante sabermos isso.