segunda-feira, março 26, 2007

Não foi desta vez

O Baixinho bem que tentou, mas o goleiro Bruno não deixou. A vitória do Vasco sobre o Flamengo foi expressiva e mostrou, novamente, que o rubro-negro precisa formar um ataque se quiser ter maiores ambições na Libertadores.

O Flamengo dominou no primeiro tempo, mas valeu a máxima do futebol: quem não faz, leva. E levou três, principalmente depois da expulsão de Léo Moura.

Romário fez o seu, mas o sonho ficou adiado. Agora, contra o Flamengo, só se ficar de fora até a final do Carioca.