sábado, março 31, 2007

Palmeiras: Campeão do Mundo?

Agora, a FIFA considera a Sociedade Esportiva Palmeiras campeã do Mundo.

Só, no entanto, porque a FIFA fala algo, não significa que isso não seja um baita de um papinho-furado. A conquista da Copa Rio é um fato notável, mas isso não pode ir nada além. Esse título mundial desenterrado é coisa sem pé nem cabeça.

Ou é ou não é. Ficar com essas acochambrações não colam. O Torneiro Roberto Gomes Pedrosa não é o Campeonato Brasileiro. Aquele precedera este. São competições diversas que não se confundem. Por mais que o Torneio tenha inspirado ou influenciado o Brasileirão, são como água e óleo, não se misturam.

Mesma coisa é a diferença entre um torneio disputado pelos campeões da Libertadores de América e da Copa dos Campeões europeus e a Copa Rio. Vejam os participantes desta:

Grupo de São Paulo: Palmeiras (Campeão Paulista de 1950 e do Torneio Rio-São Paulo de 1951); Juventus (Campeão Italiano da temporada 1949/50); Estrela Vermelha (Campeão Iugoslavo de 1951); e Olympique Nice (Campeão Francês da temporada 1950/51).

Grupo do Rio de Janeiro: Vasco da Gama (Campeão Carioca de 1950); Sporting (Campeão Português da temporada 1950/51); Áustria Viena (Campeão Austríaco da temporada 1949/50); e Nacional (Campeão Uruguaio de 1950).


Nada de campeões continentais! O título no Rio-São Paulo de 51 deu o direito ao Verdão estar na Copa Rio. Será que um Rio-São Paulo se equivale a um Brasileirão? Um mineiro, gaúcho ou bahiano não comprariam isso facilmente.

O fato de não ter disputado uma Libertadores é um beco sem saída. Sem jogos na altitude, na Argentina e Uruguay não dá para falar em título hemisférico. Sem que um time ganhe em nuestra América, no hay titulo mundial que se sustente.Quer dizer, a FIFA pode homologar o que quiser, mas eu sei dar o devido valor a um jogo nos Andes ou nos Pampas.


Abraços,

7 comentários:

Rafael disse...

Pois é amigos, atrás desta virão outros clubes, exemplo do Santos FC, que já pleiteava junto à Fifa o reconhecimento do título da Recopa Intercontinental de 1968 para se tornar oficialmente tricampeão mundial.
Diferente da Copa Rio, o Santos disputou o torneio com campeões continentais jogando fora do Brasil. A Recopa Intercontinental de 68 foi disputada por equipes campeãs de seus respectivos continentes: Santos FC, Racing-ARG, Peñarol, Inter de Milão-ITA e Real Madrid-ESP.
O Santos enfrentou na final a Internazionale de Milão e venceu por 1 x 0 (gol de Toninho Guerreiro) em pleno estádio San Siro!...ou seja, o título veio jogando em campo do adversário, muito diferente dos "mundiais" de Palmeiras e Curintias disputados em solo brasileiro com todo apoio da massa e do calor tropical!

Rafael disse...

Em relação aos títulos nacionais, posso até aceitar a diferença de nomenclatura dos torneios, porém, para mim a linguagem bambística mais uma vez se faz presente no texto.
O São Paulo antes da década de 70 não ganhava nada de importante...era um time medíocre que vivia a sombra dos grandes, e desconsiderar os títulos nacionais do torneio Roberto Gomes Pedrosa é querer apagar o passado pequeno do time paulista.
Fico imaginando se o Brasileirão muda-se de nome em 2008 e se torna-se Copa Brasil, pronto....zera-se tudo...inclusive os quatro títulos nacionais do SP, apaga-se da memória as honras das conquistas e segue-se em frente.
Considero sim, o Santos FC, 8 vezes campeão nacional, seja do Brasileirão ou não.

Rafael disse...

desculpe pelos erros no português...só agora lendo o texto percebi os "-"...infelizmente a postagem não permite correção.

Bravo disse...

Orra meu...

Deixa o versão ser feliz um pouquinho... hehehehe.

Parece papo de curintiano...

Ae, só pra registrar, eu tenho o jornal da época (24/07/1951) que dizia na capa "CAMPEÃO DO MUNDO".

Nessa mesma época aí, num período de 6 mêses o Palmeiras ganhou 5 títulos... ô tempinho bão... pena que eu não era nascido pra ver...

Valeu caras, masi uma vez, parabéns pelo blog.

Raphael disse...

Antes de escrever tanta aneira meu caro, informe-se um pouco mais a respeito...
Na época não existia nenhum tipo de competição nacional uma vez que os melhores e quase únicos times importantes do país estavam situados no eixo Rio-São Paulo e assim, tinha-se como grande torneio o que levava esse mesmo nome. Nessa mesma época, não existiam sequer indícios de torneios com status de mundial, foi algo pioneiro e inovador na história do futebol uma vez que apresentava grandes times de vários países, e não somente Europa e América do Sul. além de tudo, como poderia o Palmeiras disputar a Copa Toyota Libertadores nessa época se a copa somernte surgiu a partir de 1958?
Informe-se!

Sidarta disse...

Raphael, mas eu não disse que havia Libertadores. A própria FIFA ainda não reconheceu o Título.

É só a minha opinião a respeito de um título mundial.

Disputar sobre fatos não é comigo. Se você não faz questão de um título continental antes de um mundial, tudo bem.

Abraços,

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,