sábado, julho 28, 2007

Marta, em Pequim você coloca um ponto final

Ontem a tarde dei uma folheada no Estadão. Só lia as manchetes, até que cheguei, por último, à última folha da seção de Esportes. Encontrei uma matéria, que me interessou, com o título:

A falsa realidade das medalhas

O primeiro parágrafo do artigo do jornalista Eduardo Maluf dá a linha do texto:

Rio - "Pan é Pan, Olimpíada é Olimpíada." A frase do nadador Thiago Pereira, principal nome dos Jogos do Rio, pode parecer óbvia. Trata-se, porém, de um importante alerta. Vale o entusiasmo do público brasileiro com as medalhas conquistadas no Pan, vale comemorar a ótima classificação no quadro geral, vale a festa. Mas daqui a um ano, em Pequim, a história será bem diferente, dizem especialistas, sem medo de errar.


O jornalista discorreu sobre as diferença entre as marcas e tempos do Pan Rio e os dos Mundiais e Olimpíadas. Os EUA não trouxeram grandes equipes para este Panamericano.

(...)Os bons resultados no Rio são, em sua maioria, ilusórios.
(...)
No futebol feminino, as meninas do Brasil merecem as honras. Foram perfeitas do início ao fim. Mas o nível das adversárias beirou o ridículo. A equipe norte-americana, derrotada ontem na final, veio com garotas sub-20, sem nenhuma experiência. Kaley Fountain, lateral de 19 anos, contou que ela e suas companheiras estudam e jogam futebol mais como diversão. Disputam apenas campeonatos colegiais. Mesmo assim, avançaram até a decisão. A seleção principal ficou se preparando para o Mundial da categoria, em setembro, na China.


Os portais estaduninenses nem deram notícia da medalha de prata.

Assim, Marta, fica o desafio para você.

Jornal no papel não tem outra saída, tem de ter análise e opinião. Informar-se sobre os resultados da rodada é na rede mundial de computadores, nas rádios ou nas tevês.

Abraços,

8 comentários:

Ruben Fontes Neto disse...

não precisa esperar até olimpíadas não. Mundial esta aí...

Que o nível do Pan é fraco, isso é mesmo. Mas as meninas já forma vice em Olimpíadas, enquanto os homens nem participaram em Athenas, e aí como é que fica?!

André Augusto disse...

Ele não deixa de estar certo quanto ao nível técnico, mas esse pan pode dervir de incentivador aos esportes. Quem sabe?

Arthur Virgílio disse...

A delegação americana em grande parte foi montada por atletas B e mesmo assim eles foram campeões desparados do Pan. Marta tem um grande desafio pela frente, mas confio no qualidade dela e das outras meninas.

Sujeito Oculto disse...

Li coisa semelhante no Globo. Dá até raiva. A gente sabe que Pan não é olimpíada, mas a nossa base de comparação são as edições anteriores, e nesse quesito, fizemos bonito.

Sidarta disse...

Sujeito Oculto, o problema é que os narradores não fazem esta comparação que você indica.

Lucas disse...

A comparação com anos anteriores é falsa.

O Brasil foi melhor que o Canadá? Acho que não, pois em Winnipeg o Canadá conseguiu 64 medalhas de ouro.

Em 2003, a República Dominicana obteve 10 ouros. Somando todas as edições anteriores, obteve 3 medalhas de ouro.

Até a Argentina foi bem em casa: 40 medalhas de ouro.

Quando o pan foi em Havana, Cuba superou os Estados Unidos.

Lucas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,